quinta-feira, 30 de abril de 2015

A quem servir a carapuça!


Olá!
Hoje deixo apenas esta imagem que vale por 1000 palavras...
Tenho um novo post a cozinhar na minha cabeça, se não o publicar amanhã publico no fim de semana.
Curiosos? :D
Beijinhos. <3

terça-feira, 28 de abril de 2015

Expocosmética'15, um ponto de vista diferente

Olá, como estás, tudo bem?
Hoje venho escrever sobre a Expocosmética'15 que aconteceu nos dias 25, 26 e 27 deste mês de Abril.
Já há muitos posts sobre este evento em outros blogs mas o que hoje venho escrever não é sobre o evento, nem sobre as marcas que estiveram presentes ou sobre os seus produtos, nem sequer das ofertas que me deram como blogger.
"Então sobre que raio é que vais falar?" estão vocês a perguntar.
Vou falar sobre os acessos para pessoas com mobilidade reduzida (a.k.a. em cadeiras de rodas) e sobre a comunicação com as pessoas com diminuição auditiva (ou mesmo surdas).
Sendo eu "utilizadora" destes dois problemas, ou seja, andando eu numa cadeira de rodas e tendo imensa dificuldade em ouvir/perceber o que me é dito, sinto necessidade de chamar a atenção aos organizadores de eventos para estas situações.
Por acaso a minha mãe foi comigo à expocosmética'15 porque senão eu não me teria desenrascado sozinha.
Em 1º lugar o acesso à feira tem rampas, sim é verdade, mas estas são um pouco inclinadas demais. As 1ªs que enfrentei consegui subir sozinha, com alguma dificuldade, mas lá as subi.
A 2ª já não fui capaz, mas o segurança que estava nos torniquetes de entrada foi um amor e, além de me passar para a frente das pessoas "normais" (que apesar de me verem na cadeira não se dignaram a dar passagem prioritária), tomou a liberdade de me levar até ao cimo da rampa... tenho pena de não ter anotado o seu nome para o mencionar aqui mas caso ele leia este post saberá que me refiro a ele.
Bom, rampas ultrapassadas vamos até ao interior da feira.
Julgo que li em qualquer lado que há países onde as pessoas estão habituadas a caminhar ordeiramente, como se estivessem a conduzir numa estrada de dois sentidos, um género de andar pela direita para seguir em frente, andar pela esquerda para seguir no sentido contrário, percebem o que quero dizer?
Se as pessoas seguissem esta ordem dentro da feira seria tudo muito mais organizado e evitaria que tivéssemos de fazer "prova de obstáculos" por entre as pessoas. Se tivessem sinais de STOP luminosos nas costas e "piscas" também ajudaria mas já é pedir demais lol :D
Seguinte! As "lombas"! Designo por "lombas" aqueles obstáculos criados no chão pelos pedaços de alcatifa ou mesmo linóleo que são colocados por cima dos cabos elétricos, para que as pessoas não tropecem neles, mas que para uma cadeira de rodas se torna uma montanha a ultrapassar.
Uma "montanha" ainda mais alta que as "lombas" anteriormente descritas são os próprios stands da feira, que na maioria só são possíveis de aceder se se subir o degrau que está à sua volta, ora isto é impossível ou quase impossível de fazer sozinha na cadeira.
Por último mas não menos importante quero falar sobre a comunicação.
Por mais simpáticas e atenciosas que sejam as pessoas que se encontram nos stands a atender o público em geral estes não estão habilitados a comunicar com pessoas surdas.
Não quero com isto dizer que as marcas devam colocar pessoal habilitado a comunicar por linguagem gestual mas sim que disponham de literatura completa sobre os seus produtos para distribuírem nestes casos.
Se não fosse a minha mãe a ouvir as explicações sobre os produtos e mais tarde, em casa, me transmitir essas mesmas explicações eu ficaria com os produtos na mão, a olhar para eles, sem saber como os utilizar!
Resumindo, acho que um espaço como a Exponor deverá no futuro ter mais em consideração as pessoas com entraves de mobilidade e comunicação...
Obrigado por me teres lido até aqui, até ao próximo post!
Beijinhos <3

segunda-feira, 27 de abril de 2015

O porquê de ter criado o blogue

Olá, boa tarde!
Que bom ver-te aqui novamente :)
No post anterior prometi explicar o porquê de me ter decidido (finalmente) a criar o blogue, portanto aqui vai!
Criei a página de facebook com o intuito de expressar o que me vai na mente sobre os mais variados temas.
Uma vez que estou praticamente surda, foi o modo que encontrei para "conversar" e debater os assuntos.
Há pouco mais de um mês lembrei-me de ir ao site da Exponor para ver se havia informação sobre a Expocosmética'15 e sim, havia, portanto estive a ler e encontrei lá uma parte onde se podia pedir a entrada como blogger... então "atirei o barro à parede" e preenchi os campos do formulário.
Qual não foi o meu espanto quando passados uns dias veio o email a confirmar que estava inscrita como blogger!
"Maravilha!" pensei. "Funcionou!" :D
Entretanto começaram os pedidos de informações por parte da Exponor e entre essas informações pediam o link do blogue. "Bolas! Já me lixei!" pensei eu... então respondi e disse que ainda não tinha criado o blogue propriamente dito mas que tinha a página do facebook criada e indiquei-lhes o link.
Foi aceite! Sem quaisquer entraves! Eu iria à Expocosmética'15 como blogger!
"Mas então porque criaste o blogue se aceitaram apenas com o facebook?" perguntam vocês...
Pois bem, decidi criar o blogue após ter acontecido uma situação na própria Expocosmética'15.
Estava lá eu à espera para entrar quando uma menina blogger que eu conheço (e muitos de vós também conhecem) passou por mim com uma amiga e me veio cumprimentar e apresentar à amiga. Então viu que eu tinha ao pescoço a "credencial" de blogger, pegou nela como que a verificar se era verdadeira, virou-se para a amiga e comentou com desdém "Olha! Esta agora também já é blogger!"
Senti nas palavras dela o desprezo, o ciúme, a inveja, o desdém, a (suposta) superioridade e por tudo isto pensei para com os meus botões "Está na hora de criares o blogue e dar motivos para que pessoas como esta tenham razões para semelhantes sentimentos! Tens tanto direito de ser blogger como ela, portanto bora lá!"
E assim foi, criei o blogue!
Sei que vai haver quem goste e também quem não goste, mas estou-me nas tintas para quem não goste, não fazem cá falta.
Bom, por hoje fico por aqui.
Até ao próximo post!
Beijinhos <3

Iniciando o blogue

Olá a ti que me lês neste momento.
Finalmente criei o blog O Meu Ponto de Vista.
Ao contrário do que é habitual, ou seja, primeiro criar o blogue e depois páginas nas redes sociais, neste caso comecei com a página de facebook que neste momento já tem mais de 600 seguidores e só hoje me decidi a criar o blogue...no próximo post explico porquê.
Não prometo que vá haver passatempos, ainda não tenho certeza e não prometo posts diários mas apenas quando sentir necessidade de escrever sobre alguma coisa específica, sobre todo e qualquer tema, portanto é um blogue generalizado.
Quero que te sintas à vontade para comentares, para deixares o teu ponto de vista e em troca apenas te peço que respeites todas as opiniões e pontos de vista que vejas por aqui, sem criticares negativamente quem expressa o que pensa.
Bem-vindo(a) a O Meu Ponto de Vista.