sábado, 9 de janeiro de 2016

Um conto (parte 3 de 4 - Cuidado!)

As conversas que no início eram frias e distantes começaram e passaram a ser mais acaloradas e íntimas.
Recordavam os bons momentos que tinham tido no passado, descreviam e sugeriam o que gostariam de fazer, de concretizar, no presente.
Não eram conversas amorosas, nada disso, mas sim conversas carregadas de luxúria, lascívia, desejo e de vontade de concretizar o que escreviam.
Até que chegou o dia em que tudo esteve a favor de ambos e lhes possibilitou o reencontro pessoalmente.
Ela estava nervosa mas tentava não o demonstrar, ele? Não se sabe, mas se estava encobriu muito bem.
Iriam tomar um café, conversar, rir um pouco... mas se isso aconteceu quando se conheceram, desta vez não chegaram a tanto.
Estavam demasiado sedentos um do outro após todo este tempo a trocarem mensagens tão sugestivas, tão eróticas.
"Onde queres ir?" perguntou ele.
"Estou nas tuas mãos." respondeu ela.
Instalou-se o silêncio entre ambos enquanto ele conduzia, um silêncio de expectativa e não daqueles constrangedores.
Ele abrandou em frente à uma entrada e perguntou-lhe "Sabes o que é isto?"
"Sei" disse ela.
"Há problema?" volveu ele.
"Por mim, nenhum!" reiterou ela.
Seguiram então para a entrada...do Motel.
Check-in feito, carro estacionado, porta da garagem fechada, seguem para as escadas que dão acesso ao quarto... ele com uma mochila ao ombro?!
Não irão passar ali a noite portanto o que trará ele na mochila? Mal ela sabe...!
"Não interessa." pensa ela e, ainda mesmo antes de subirem as escadas, aproxima-se dele, beija-o ternamente, com paixão, ou desejo, ou seja lá o que for... ela já está extremamente excitada só por estarem ali.
imagem retirada da internet

Sem comentários:

Enviar um comentário